nova-curva-celular-2

O SABOR ORIGINAL DA CACHAÇA

A Menina Branca convida para o sabor original da cachaça, uma orquestra de sabores e aromas originais e únicos:

A Menina Branca convida para o sabor original da cachaça, uma orquestra de sabores e aromas originais e únicos: aroma convidativo, sabor agradável, efeito nobre – embriagues elegante – e um dia seguinte feliz!
Um destilado incolor e límpido, encorpado e macio, com boa oleosidade e baixa acidez. A degustação desta cachaça convida a um aroma alcoólico agradável, explodindo notas florais e sabor adocicado bastante frutado arremetendo à cana e, ainda, levemente acastanhado, amendoado.
A cachaça Menina Branca é pura cana-de-açúcar, com controle rigoroso do plantio e da qualidade das plantas, que devem ser sadias e produtivas. O caldo da cana tem medição criteriosa e controle de seu teor de açúcar com água potável, para preservar a boa fermentação.
Nas dornas de fermentação, a observação e controle da temperatura e do aroma garantem a qualidade do vinho, que segue para a destilação, onde mais uma vez misturam-se arte e ciência. O líquido transparente e puro, depois de destilado, é armazenado em dornas de aço inox – material utilizado em todo o processo de fabricação – para descansar.
O segredo desta Menina vem do coração: a Menina Branca é puro coração de cachaça,
resultado da destilação fracionada.
Outro segredo é a fabricação limitada, rigorosamente controlada nas etapas de produção, com a aplicação de mecanismos de teste e avaliação a cada alambicada.
A proposta é preservar o processo produtivo tradicional com eficiência, incorporando inovações tecnológicas para garantir características, qualidade e padrão, compondo a identidade da Menina Branca. Assim, a Menina é produzida em alambique de cobre, com uso de fogo direto. A levedura é selvagem, exclusiva, mantendo a essência do processo original de produção da cachaça e proporcionando excelência em qualidade.
O ciclo produtivo fica completo com o descanso por período mínimo de um ano, em reservatório de aço inox, material inerte, sem interferência no produto, preservando, assim, uma aroma e sabor originais e únicos.
Produzida no município do Serro, Minas Gerais, a Menina Branca inspira os mais de 300 anos de história de sua terra, oferecendo excelente companhia ao famoso Queijo do Serro, Patrimônio Imaterial de Minas Gerais e do Brasil. Passeie com esta Menina, o único risco é se apaixonar.